Eu não sei se você já ouvir falar sobre isso, mas tem muitas pessoas que são viciadas em açúcar. Tem gente que é viciada em cigarro, tem gente que é viciada em álcool, tem gente que é viciada em droga ilícita mas também existem pessoas viciadas em açúcar, que causa inúmeros prejuízos para a saúde de quem consome.

O açúcar refinado que nós consumimos hoje é um açúcar altamente processado, ao contrário do açúcar mascavo que é um dos menos processados, o açúcar branco que consumimos em casa é um verdadeiro veneno. É ele que faz com que muitas pessoas se tornem diabéticas, ele contribui para o desenvolvimento do Alzheimer, e contribui também para o desenvolvimento do cancer, acidifica o corpo.

Tem gente que ainda não percebeu que é viciado. Como age o viciado? Consome uma substância, seja ela qual for e depois de um período percebe que o corpo está pedindo mais. Existe uma ligação entre o açúcar e os nossos neurotransmissores. O açúcar traz uma sensação de prazer e isso vai virando um vício.

Sabe a pessoa que fala que não consegue ficar sem um docinho depois do almoço? Isso é um vício! Desde que você tome consciência que isto é um vício, você pode começar o seu processo de superá-lo.

Como se livrar de um vício? Oferecendo a recompensa certa!

Se hoje para você o açúcar está no auge do prazer, se para você as melhores sensações que você experimenta são comendo, isto precisa ser mudado. Mas esta mudança não deve ser dolorosa. Quando você consegue enxergar claramente que existe uma recompensa por você abrir mão desse açúcar, mais facilmente você consegue fazer esta troca. A adaptação é mais tranquila.

Mas primeiro você precisa assumir que é viciado em açúcar. Assim como o primeiro passo do AA é evitar o primeiro gole, evite você também a primeira mordida. Só por hoje. Pensar que só hoje você vai ficar sem um docinho, esta questão torna-se mais administrável. A mente faz o possível para evitar sofrimento, e por isto que pensar em “nunca mais” é pouco provável que dê certo, você se autossabota pois alimenta o seu maior inimigo possível contra a batalha de emagrecer: a sua mente!

Pense que só por hoje você não vai comer. Este processo de racionalização com certeza tem um resultado positivo não só no emagrecimento mas também nas outras áreas da sua vida.